MSC viabiliza a repatriação de brasileiros que estavam em Honduras

Na última quarta-feira (8/4), a MSC Cruzeiros repatriou 50 brasileiros que estavam nas Honduras. Sem voos comerciais para o Brasil operando, o grupo não tinha como voltar ao país por conta própria. 

A MSC ofereceu então um voo fretado, que pousou em São Paulo na quinta-feira, após partir da cidade hondurenha de San Pedro Sula. 

A viagem foi possível graças a repatriação de tripulantes que trabalhavam nos navios da MSC no Brasil. Sem operar cruzeiros, a companhia italiana alugou um avião para enviá-los de volta à suas casas em Honduras. 

A aeronave foi, então, redirecionada pela MSC para trazer de volta os brasileiros. 

Os navios da MSC não realizarão novos embarques até o dia 29 de maio. A paralisação é válida não só para os navios que estão no Brasil, mas para toda a frota mundial da empresa.

Em comunicado enviado à imprensa, a MSC informou que a operação é um exemplo da parceria de longa data do grupo MSC com o governo brasileiro. Ainda de acordo com o comunicado, a empresa tem grande presença no país.

Até a parada voluntária, a MSC operava quatro navios de cruzeiro no Brasil, o MSC Seaview, o MSC Poesia, o MSC Sinfonia e o MSC Musica. A MSC Crociere e o governo têm trabalhado em colaboração para desembarcar os tripulantes brasileiros e de outras nacionalidades destes navios. 

A empresa organizou, sob autorização das autoridades brasileiras, fretamentos e voos comerciais para a repatriação de seus tripulantes.

Texto (©) Copyright Daniel Capella (adaptado de MSC) / Imagem (©) Copyright Daniel Capella

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solicite agora
Faça sua cotação, clique aqui!
Olá, meu nome é Alexandre, vamos fazer a cotação da sua próxima viagem de cruzeiro? Quero ajudar você a obter as melhores ofertas disponíveis!